O restaurante

Por Maria Eugênia Cardoso

Quando eu estava grávida das gêmeas nos Estados Unidos, sempre saía para almoçar com os meus amigos de trabalho e escutava: aproveite enquanto você não tem filhos por que quando elas nascerem, nunca mais você vai pisar num restaurante.

 

Eu escutava essa conversa toda muito intrigada e achava que eles falavam isso pela falta de auxílio que eles tinham por estarem longe da família e não terem babá. Americanos que não podem ou não estão dispostos a gastar com baby-sitter, se não tem familiares por perto, realmente não fazem muita coisa em casal. (A não ser uma louca que eu conhecia que colocava a babá eletrônica no quarto do nenê, e deixava o monitor de frente para o telefone e ela ficava com o celular monitorando os gemidos do nenê enquanto tomava várias latinhas de cerveja.) Mas eu jurava que na pior das hipóteses, custasse o que custasse, sempre que possível eu contrataria sim uma baby-sitter para ficar com elas para que eu e o meu marido pudéssemos dar uma fugidinha. Nem que tivesse que economizar que nem doida. E nem que fosse para irmos até o Marlowe’s, um restaurante bem caidinho que ficava a um quarteirão da minha casa.

 

E para minha total surpresa os meus amigos na verdade estavam se referindo ao fato deles não irem mais a restaurantes por que seus filhos não sabiam se comportar dentro deles. Como assim? “Ah, eu não consigo controlar meus filhos. Eles correm pelo restaurante, dão trombada nos garçons…” ou senão “Eles fazem uma sujeira incrível ou ficam emburrados até nós irmos embora”. Oi? Alô? Afinal quem manda nessa casa?

 

Quando voltei da maternidade com as meninas recém-nascidas, o tio do meu marido que é pediatra nos deu o melhor conselho do mundo: “Lembrem-se: eles moram na casa de vocês e não vocês na casa deles.”

 

E esse conselho foi o que sempre nos norteou e que, até hoje, vem nos ajudando a ponderar momentos importantes na educação das meninas, como por exemplo o comportamento em um restaurante.

 

Temos algumas regrinhas básicas que funcionam para nós:

 

  1. Chegamos ao restaurante e fazemos o pedido. Enquanto esperamos, conversamos com as meninas estimulando um diálogo que seja gostoso para elas. A sensação é de que o prato chega rapidinho e no final tivemos a chance de um bater papo. Mas o importante é manter o assunto interessante e relevante para as crianças. E logicamente temos que prestar toda a atenção no que eles estão dizendo, assim como sempre exigimos deles. É uma delícia. No caso de crianças muito pequenininhas, elas podem ser distraídas de várias maneiras.

 

  1. Durante a refeição, a conversa ainda gira em torno delas. E nós conversamos enquanto comemos. Nunca é super tranquilo por que um copo sempre acaba virando, garfos caem a cada dois minutos, sempre tem uma que chora por alguma razão… mas isso é super normal.

 

  1. Depois que eles já terminaram, o que normalmente acontece antes de nós, eu abro minha sacolinha de diversões e tiro lápis, canetinhas, livros de colorir ou levo folhas de papel em branco. Às vezes levo livrinhos, outras vezes algum brinquedinho. E se tudo falhar, eu passo um telefone para cada uma e deixo que a tecnologia faça a sua parte. Nessa hora nós temos um pouquinho de tempo para conversar entre adultos enquanto as crianças se distraem de alguma forma

 

  1. Levantar da mesa e ficar vagando pelo restaurante não é uma opção. Se houver um parquinho, um recreador, ou mesmo o pizzaiolo e elas quiserem grudar na janelinha para vê-lo rodopiar a massa de pizza, beleza. Mas corre-corre trançando nas pernas das pessoas, for a de questão.

 

E pronto!!!! Mamãe e papai conversaram, família passou “quality time” juntos, crianças também tiveram seu momento de distração e todos saíram de barriguinhas cheias. Vale a pena tentar !!!

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s